24 abril, 2016

PERCUSSÃO CORPORAL NA MUSICALIZAÇÃO INFANTIL


Turma de Musicalização Infantil
Aos domingos temos nossas aulinhas de Musicalização Infantil, e confesso que me amarro de montão e fico contando os dias para encontrar com essa turma de novo. Primeiro porque vejo o crescimento musical deles a cada aula e depois porque me divirto muito, mas muito mesmo!

Na aula de hoje o assunto foi PERCUSSÃO CORPORAL. Expliquei um pouquinho que para fazermos música não precisamos obrigatoriamente dos instrumentos tradicionais que eles conhecem: violão, bateria, etc... Falamos da importância do RÍTMO e que o entendimento dele não nos seria útil apenas naquela aula, mas também pros que tinham intenção de tocar teclado, violão e até cantar. Sem ritmo, isso seria desastroso.
Turma de Musicalização Infantil

Turma de Musicalização Infantil
Falei sobre o trabalho de dois amigos meus que são fabulosos no que fazem e apresentei alguns de seus exercícios. O primeiro foi MARCELO SERRALVA, amigo de faculdade e que dispensa apresentação para quem trabalha com música e crianças. Você pode conhecer mais sobre seu trabalho no MUSIQUEDUCANDO. Comecei apresentando a canção O SAPO, que trabalha a acentuação ritmica em cada sílaba das frases de uma parlenda. Utilizando a divisão em 4 tempos acentuei hora um tempo, hora outro e fomos escolhendo as crianças para virem a frente e demostrarem ter entendido o exercício. Acho ótimo começar por este exercício pois facilita o entendimento de que a acentuação ritmica pode mudar toda a levada e também que não é tão fácil fazê-lo, como se pensa.

Após esta pude entrar em JACARÉ NÃO TEM CHULÉ, do próprio Marcelo. Na noite anterior quando conversei com Marcelo e disse que ia apresentar esta música na aula, ele disse, rindo: "As crianças adoram essa!". Tinha razão, as crianças amaram!

Turma de Musicalização Infantil
Também apresentei o trabalho de IGOR SIQUEIRA e o que aprendi com ele num curso de musicalização infantil. A metodologia utilizada por Igor é a de memorizar uma frase e utilizando a própria divisão rítmica da frase ao ser declamada,montar uma percussão corporal em cima. Esta forma de trabalhar faz com que se memorize os movimentos ritmicos que se deve fazer só de lembrar da frase, e o engraçado é que ao findar da aula, teve criança que saiu gritando a frase no corredor:  "EU FUI À FEIRA PRA TOMAR CAJU!". Enfim, estas aulas alegram meu domingo!!!
Postar um comentário