01 setembro, 2013

Workshop - Stanley Jordan



Korg Pandora PX4B usado por Stanley Jordan
Na manhã de 31 de agosto, sábado, rumei cedo para a cidade de Barra do Piraí, para de lá ir para Ipiabas, distrito da mesma. Sou de Valença, mas sem ônibus direto essa baldiação me foi necessária. Um workshop com o guitarrista Stanley Jordan me aguardava no Ipiabas Blues & Jazz Festival 2013 e não havia possibilidade de eu perder.


Stanley Jordan é um guitarrista que chegou a tocar nas ruas de Manhattan, Nova York, pelos idos de 1984 e apartir da técnica de tapping criada por Steve Hacket (Genesis), que consiste em utilizar uma ou as duas mãos para “martelar” (tap) notas na escala, ligando-as, técnica utilizada principalmente em guitarra elétrica, mas também em outros instrumentos de corda (como baixo, ou violão) e popularizada pelo guitarrista Eddie Van Halen; Stanley Jordan, baseando-se no piano
em seu estilo de tocar, começou a difundir uma variação desta, chamada two-handed tapping que consiste em tocar duas linhas melódicas totalmente diferentes ao mesmo tempo. Com sua guitarra Vigier, fabricada na França, Jordan esbanjou simpatia e talento, respondendo as perguntas do público àvido por conhecer mais sobre a técnica e de ouví-lo tocar.
  

Turma de Violão do Centro Cultural da UGB
Sua carreira tem fatos tão pitorescos quanto sua técnica. Mesmo formado em teoria musical e composição na Universidade de Princeton, ele escolheu viver a experiência de músico de rua e essa opção acabou lhe dando notoriedade.  
Stanley não decepcionou. Nem era esperado isso dele. Intercalando temas de Jazz a MPB de Jobim e o Rock de Zeppelin, respondia as perguntas sempre associando sua música a algo maior, mostrando que as situações vividas em música são aprendizados para a vida em geral. No final do workshop ainda tive a chance de conversar com o produtor Stênio Mattos da Azul Produções sendo muito bem recebido por ele e também bati um papo com Giedre Alves, o professor Alexandre Frazão e toda a Turma de Violão do Centro Cultural da UGB. Nem preciso dizer que foi uma excelente manhã, né?



Assista um pequeno trecho do workshop:


Postar um comentário