07 maio, 2013

ORQUESTRA SHOW

No início de abril fui convidado por Anderson Thomé para comparecer numa reunião no Auditório da Santa Casa de Misericórdia onde o Secretário de Cultura e Turismo do município, Sr. João Ewerton, apresentaria aos interessados a proposta da criação de uma Orquestra Show. Aguardei a data da reunião, dia 08 de abril e às 15:00h fui saber mais sobre a proposta.
João Ewerton, que já esteve como secretário no governo anterior do prefeito Álvaro Cabral, já é conhecido pelas pessoas envolvidas com a área cultural da cidade, exatamente por ter exercido bem o seu trabalho na época e pelo visto chegou com
disposição para o trabalho. Dentre as muitas propostas que a secretaria apresenta para a cidade está a da formação de uma Orquestra Show.

O projeto consiste em montar uma orquestra de percussão com instrumentos construídos pelos próprios alunos, uma orquestra sustentável, onde se aproveita de tudo o que você possa imaginar: sucatas, baldes, latões, cadeiras, mesas e tudo o mais que sua imaginação permitir para tirar sons percussivos. Além de diminuir as despesas com material, possibilitando uma economia para os cofres públicos, já que os instrumentos serão construídos pelos próprios alunos e pelo luthier Anderson Thomé, o projeto ainda possibilita uma formação para os jovens da orquestra, já que os mesmos estarão aprendendo a fazer os instrumentos da orquestra e ainda serão os multiplicadores da mesma.

Willian Martins, Leandro Melo, João Ewerton e Anderson Thomé
Para que essa orquestra exista é necessário antes uma preparação musical desses jovens e o primeiro passo era a criação do 1º Curso Prático de Percussão, que é gratuito, aberto para jovens apartir de 18 anos de idade e tem como sede de ensaio o Centro de Referência da Melhor Idade, próximo a antiga rodoviária às segundas, quartas e sextas das 19:30h às 22:00h. “Ainda há vagas para homens e mulheres que tenham interesse em participar”, reforça Willian Martins, responsável pela formação musical da orquestra, e que tem preparado ritmicamente os jovens, junto com Leandro Melo, responsável pela preparação física e psicomotora dos integrantes da orquestra, para a montagem do espetáculo da orquestra em si, pois depois essa mesma orquestra será aproveitada para um espetáculo em tributo à Clementina de Jesus.
Os alunos de percussão serão a base rítmica de uma orquestra com metais e intérpretes de Valença e quiçá um intérprete de reconhecimento nacional apresentando as canções da artista, já que apartir daí o projeto vai para captação de recursos como todos os outros projetos da secretaria, buscando patrocínios.
Com o projeto a secretaria visa não só resgatar os valores de Valença apresentando-os para os jovens valencianos, mas também apresentar para o Brasil e para o mundo o que temos culturalmente para oferecer, visando o fortalecimento do turismo. “Essa é a vantagem de ter a cultura e o turismo juntos na mesma secretaria”, enfatiza João Ewerton.




Postar um comentário