23 outubro, 2010

Adeus!! Meu Amigo Rubem Saraiva!

Rubem Saraiva
Há alguns POSTS atrás tem uma entrevista minha concedida ao grande amigo e jornalista RUBEM SARAIVA. Tive o imenso prazer de trabalhar com ele escrevendo algumas crônicas no Jornal GAZETA VALENCIANA. Ele me colocou "pra dentro" no Jornal, o que obviamente relutei e muito no início! Rsrsrs

É que ele tinha sido designado pelo dono do Jornal para escrever algumas crônicas para o jornal, mas ele aceitou o trabalho já contando que eu o ajudaria a levar em frente. Figuraça!


Bem, ele me convenceu que eu saberia escrever crônicas, embora eu afirmasse de pés juntos que o único assunto que saberia escrever alguma coisa era sobre música, e que nem adiantava me pedir pra entrar numa roubada dessas!

Beto e Rubem Saraiva (Irmãos)
O fato é que ele me convenceu a escrever a primeira crônica sobre música e escreveu junto comigo. Depois ele falou que tava enrolado com outras atividades do Jornal e me pediu pra intercalar com ele escrevendo uma semana sim e outra não. Eu já tinha alguma noção que isso ia dar dor de cabeça, pois já tinha sido dono de um periódico, o PRELÚDIO e embora o assunto fosse só música, mesmo assim ficava enrolado pra fechar cada edição. (Vc pode achar várias edições do PRELÚDIO no buscas aqui do BLOG).

Passei a escrever uma semana sim e outra não, e o assunto começou a fugir da música. No final estava escrevendo uma semana sim e outra também e o assunto nunca era sobre música! rsrsrsr

Esse era RUBEM SARAIVA! Um cara que sabia das potencialidades de cada um, e que te empurrava pra aquilo que sabia que vc ia fazer bem feito. Não acho até hoje que eu seja um bom cronista não, que faça bem feito, mas queria ressaltar aqui que escrevo até legal! (Não acredito que tô escrevendo isso!) O que quero dizer é que nunca saberia disso se não fosse RUBEM SARAIVA me colocar nessa roubada de escrever num jornal! Obrigado Rubem!!!

Queria que este post fosse em homenagem a esse amigo que passou muitas noites ao meu lado batendo papo e jogando conversa fora, muitas madrugadas no Bar do Santana e muitos churrascos na casa da Dalila!

Conheci a mulher que quero que esteja sentada ao meu lado olhando nossos netos correndo no quintal, quando meus dedos não mais aguentarem responder com tanta precisão à ordem do meu cérebro para fazer um acorde perfeito maior. Me casei com ela e estou mais feliz a cada dia que passa. Claro que depois de casado não fiquei saindo à noite com meus amigos de antes, voltei minha atenção pra minha esposa! Isso me fez diminuir os bate-papos com esse grande amigo, mas como ele conquistava à todos com facilidade, a Patra, minha amada, tb passou a curtir muito ele!!


Família
Também mudei minha vida (pra melhor) quando conheci Jesus Cristo! Alguns até me perguntaram porque eu virei "crente", alguns pararam de falar comigo por conta disso. Mas eu na verdade não mudei de uma religião católica pruma protestante. Eu decidi que queria o melhor pra mim e pra minha família. E depois que conheci Jesus eu tinha certeza que não havia outro caminho sequer próximo que pudesse seguir. Bem, isso deveria tb me afastar mais de meu amigo, já que ele era ateu, mas não o fez. Na verdade a gente passou a ter diálogos sobre isso e ele chegou até a elogiar minha coragem em mudar de pensamento e a afirmar que embora não pensasse em fazer o mesmo, achava que eu tinha tomado a melhor decisão pra mim.

Pra encurtar a estória... Estava voltando de uma feira de música em São Paulo, a Expomusic, cochilando num banco de um ônibus de excursão com meus alunos, quando meu amigo, o baixista Renato Nunes me acordou falando que recebera um telefonema da esposa Bianca, falando que Rubinho tinha sofrido um AVC na faculdade e que estava muito mal na UTI. Abaixei a cabeça, orei por ele e pela família e chorei sozinho e calado pra não acordar nenhum aluno, olhando a estrada que agora estava embassada aos meus olhos.

Cheguei em casa umas 4h da manhã e logo às 7:00 hs o mesmo Renato me ligou falando que ele havia falecido. Claro que todo o resto foi muito triste, mas queria deixar registrado aqui umas linhas sobre esse cara que fez parte de grande parte da minha juventude e que forma melhor de fazer isso que não escrevendo?


Vou colocar aqui algumas crônicas escritas por Rubem, algumas escritas por nós dois juntos e algumas escritas por mim, que de um jeito ou de outro vai ter um pouquinho de Rubem.

Aqui está o link da entrevista que concedi a ele quando ele fazia um cadastro de músicos da região para a UGB de Barra do Piraí. Na mesma faculdade na qual passou mal e não pode terminar o curso. Ele se formaria agora no final de 2010. Faltando 2 meses!!

ENTREVISTA: http://pinheiromusic.blogspot.com/2009/11/entrevista-concedida-rubens-saraiva-no.html
Postar um comentário