13 maio, 2007

Novos DVDs no acervo

Toda semana a gente adquiri mais alguns DVDs. Mas não tem dado tempo de colocar em dia a lista dos DVDs, ainda mais se fizermos uma breve explicação sobre eles. Por isso peço paciência de vcs, pois vamos dizer algo sobre eles aos poucos.

Vamos aos desta semana!

- CHICO ou O País da Delicadeza Perdida (Chico Buarque): Chico é Chico! Ainda mais contando com os arranjos de Luíz Cláudio Ramos. Pra quem não sabe do que estou falando procure um amigo que tenha a Revista Guitar Player de Janeiro/Fevereiro de 1999. É a edição de nº 36. Ou melhor, encomende pelos nºs atrasados da GP. Porque depois de ler sobre esse fera vc vai querer guardar a revista.

- Programa Ensaio (Djavan): Programa da TV Cultura apresentado por Fernando Faro. Este programa é de 1999, e traz depoimentos e as sempre brilhantes apresentações de Djavan, com cenas do documentário "Projecto Kalunga", filmado em Angola em 1980. O dez são as entrevistas. Veja uma das respostas de Djavan, esta sobre sua primeira música: "Era horrível, eu acho. Minha primeira música era muito feia. E eu não vou tocar pra vc de jeito nenhum. Rssss! A segunda eu não lembro. A primeira é tão feia que não me sai da memória, mas a segunda eu não lembro, não".

Os músicos deste programa foram:

- Paulo Calazans (Teclados);
- Carlos Bala (Bateria);
- André Vasconcelos (Baixo);
- Max Viana (Guitarra);
- João Castilho (Guitarra e Violão);
- François Lima (Trombone);
- Walmir Gil (Trompete);
- Marcelo Martins (Sax e Flauta).

- Djavan - Ao Vivo (Djavan): Gravado parte no ATL Hall, em 14 de maio de 2000 e outra em Barcelona, no Parc Güell, em 22 de Junho de 2000. Com os mesmos músicos acima, só que dessa vez o Max Viana tocou violão também e François Lima tocou, além de Trombone, Flugelhorn.

- Eu Me Transformo Em Outras (Zélia Duncan): Gravado durante a madrugada do dia 21 de Dezembro de 2004, no Centro Cultural Carioca, Largo Alexandre Herculano, no Rio. Cantando Pérolas como "Deusa da Minha Rua", "Boca de Siri", "Doce de Coco", etc. IMPERDíVEL!

Basta ver os feras que estão tocando:

- Gabriel Grossi (Gaita);
- Hamilton de Holanda (Bandolin de 10 cordas);
- Márcio Bahia (Bateria e Percussão);
- Marco Pereira (Violão de 8 cordas).

É isso aí! Logo, logo, mais novidades! Fiquem na Paz!!!!

28 abril, 2007

Folk e Country - Link para os Exemplos

Excelentes estes exercícios sobre Folk e Country do método TOQUE - Curso Completo de Violão e Guitarra de Ralph Denyer. Aí estão os exercícios, mas se você quiser tem também cada um deles em Guitar Pró. Está lá no Drive Virtual da nossa comunidade: Pinheiro - Aulas de Violão.

Aproveite pra baixar outros estudos lá também. Abraços!!!!!!!

http://pinheiroaulas.4shared.com

Folk e Country - Exemplos III




Country norte-americano rápido: Cada tempo é subdividido em semicolcheias. Os acordes enfatizam os contratempos.


Rítmo Country com variação de bordões: Este estilo costuma incluir uma frase simples de bordão, como preparação para cada mudança de acorde.

Folk e Country - Exemplos II

"Downbeat": A ênfase nas partes fortes dos tempos é característica dos estilos irlandeses para acompanhamento de violão.

"Backbeat": A ênfase nos contratempos (os "e"dos tempos) tende a identificar os estilos Country norte-americanos.


Temas irlandeses rápidos para violino: Neste exemplo, cada tempo é subdividido em semicolcheias (1-2-3-4, 2-2-3-4, etc). O acento cai no tempo, ou seja, na 1ª nota de cada grupo de 4 semicolcheias.

Folk e Country - Exemplos

Exemplos de Rítmos Folk e Country:

Balada em 3/4 com bordões alternados: Dá-se a nota do bordão no 1º tempo e o acorde no 2º e 3º tempos. A nota do bordão muda de "dó" para "sol".

Balada em 4/4 com bordões alternados: Dá-se o bordão apenas no 1º tempo, ou no 1º e 3º tempos.

Folk e Country

O violão acústico domina os gêneros Folk e Country (ou seja, a música folclórica e rural dos países anglo-saxônicos), em grande parte por sua facilidade de transporte e versatilidade musical. Na ausência de um contrabaixista ou baterista, o violonista freqüentemente assume também o papel da sessão rítmica. O violão torna-se, então, uma fonte primária de tempo e harmonia.

A "Balada" é a forma mais comum deste tipo de música. Ela é, por definição, tocada em andamento de lento a moderado, com quaisquer combinações de palheta, dedeiras e dedilhados. Os compassos costumam ser em 3/4 ou 4/4, e as peças empregam acordes simples e progressões básicas. Os acordes são, quase sempre, executados com sustentação total na mão esquerda (mão da escala), ou seja, deve-se deixá-los soar, sem abafá-los. Os estilos de mão direita (mão do rítmo) mais comuns são: batidas fortes abrangendo praticamente todas as cordas; notas de bordão alternadas com batidas nas primas; ou notas de bordão alternadas com arpejos. As batidas podem ser dadas para cima ou para baixo mas, como o fluxo ininterrupto da mão é o elemento mais importante para a execução de um rítmo constante e uniforme, o esquema mais comum apresenta uma primeira batida para baixo, a segunda para cima, a terceira para baixo, etc.

Os estilos do folclore anglo-saxão tocados em andamentos mais rápidos estão, geralmente, associados a algum tipo de dança. O Bluegrass e a Música Montanhesa norte-americana, o Country and Western, o Western Swing e os Jigs e Reels irlandeses, todos possuem elementos comuns; portanto, as funções do violão são bastante semelhantes. Em geral, empregam-se acordes e progressões simples, executados com toda sustentação. Uma das diferenças mais importantes está nas batidas acentuadas: a "Downbeat" (batida para baixo) ou a "Backbeat" (batida para cima). Por exemplo, em um compasso de 4/4, a 1ª e a 3ª batidas são as "Downbeats", enquanto a 2ª e a 4ª são as "Backbeats". A americanização da música irlandesa pode ser ouvida como um processo de evolução, caracterizado pela variação nas batidas que recebem acentuação. Assim, em 4/4, com dus notas de bordões por compasso, um dos esquemas possíveis seria: 1 bordão, 2 acorde, 3 bordão, 4 acorde. Cada tempo é executado com uma palhetada descendente e, como os acordes soam com maior volume do que as notas do bordão, obtemos o efeito de uma acentuação deslocada, com os tempos "fracos" do compasso (o 2º e o 4º) mais evidentes do que os chamados tempos fortes.

Na verdade, os temas de Bluegrass irlandeses e norte-americanos costumam ser tocados em andamentos rápidos, com o rítmo em colcheias ou semicolcheias. O princípio das batidas acentuadas permanece o mesmo. Os compassos em colcheias são contados com maior facilidade na forma 1-e-2-e-3-e-4-e; os compassos em semicolcheias são mais fáceis de seguir quando contados em quatro grupos: 1-2-3-4, 2-2-3-4, 3-2-3-4, 4-2-3-4. Esquemas como este são quase sempre tocados com bordões alternados.

As Baladas tradicionais e os Jigs e Reels irlandeses, arranjados para solo no violão, representam um estilo altamente sofisticado de música folclórica. As frases dos bordões, os acordes e as melodias se entrelaçam de maneira semelhante à Música Clássica.

Fonte: Curso Completo de Violão e Guitarra - TOQUE de Ralph Denyer.

06 abril, 2007

4SHARED - Nosso Compartilhador de Arquivos!

Olá galera! Agora nós temos um Drive Virtual no qual podemos trocar material, baixar estudos interessantes, mostrar nossa música ou vídeo para os outros... É o http://pinheiroaulas.4shared.com ; para entrar precisa da senha: pinheiro. Depois é só se deleitar... Quem nos presentiou com esse achado foi o Igor de Almeida, um de nossos alunos de guitarra e mediador da nossa sala no Orkut: Pinheiro - Aulas de Violão : http://www.orkut.com/community.aspx?cmm=10967156 . Valeu Igor! Aproveite pra dar uma passadinha lá e veja o que o Samuel já colocou lá, a biografia de grandes feras da guitarra.

Veja alguns,só pra citar: Carlos Santana, Jimmy Hendrix, B.B. King, Eric Clapton... Confira!!